Chrysler Logo

Chrysler Logo

A Chrysler é a menor das Três Grandes que controlam o mercado automotivo dos Estados Unidos. É detida a 100% pela empresa italiana Fiat. O negócio foi concluído em 2014, quando a empresa passou a se chamar Fiat Chrysler Automobiles. A mudança de propriedade e nome não afetou as principais marcas da montadora, incluindo Jeep, Dodge, RAM e subsidiária Chrysler.

Significado e história

Chrysler Logo Historia

O que é Chrysler?

Este é o representante das Três Grandes das montadoras americanas. Seu nome completo é Stellantis North America. Há também a marca registrada Chrysler, sob a qual minivans e carros são produzidos.

Walter Chrysler foi um grande empresário. Ele sabia o que precisava fazer para criar uma empresa automobilística promissora e levá-la ao topo em pouco tempo. O segredo de seu sucesso é simples: alguns dos maiores engenheiros, grande capital inicial e uma ideia de negócio promissora. Tendo montado o time dos sonhos, Walter entrou em ação. Ele fundou a Chrysler em 1925, e o primeiro carro dessa marca entrou no mercado ainda antes – em 1924. O primeiro veículo foi lançado na fábrica da Maxwell Motor Company.

Novos carros competem com Lincoln Ford e Cadillac GM – os melhores modelos da classe de luxo. O conceito do fabricante era fazer carros baratos, porém luxuosos e inovadores. Ao mesmo tempo, ele precisava de seu próprio símbolo, que poderia ser associado a uma marca sofisticada. A antiga identidade da Chrysler não foi esquecida, apesar do fato de que esta empresa faz parte da Fiat há muito tempo e se chama FCA. Quase todos os logotipos anteriores foram icônicos, especialmente o famoso pentágono do Pentágono.

Os nomes das marcas eram atualizados com frequência: às vezes devido à reorganização (com expansão e mudança de propriedade), e às vezes para fins de marketing. No final dos anos 1990. A montadora encontrou seu próprio estilo de letras e começou a segui-lo, experimentando apenas pequenos detalhes e elementos gráficos.

1925 – 1955

Chrysler Logo 1925-1955

Quando Walter Chrysler começou a montadora, ele pediu a um dos engenheiros que o ajudasse a projetar o logotipo. Oliver Clark sabia desenhar e sabia sobre design, então ele assumiu a tarefa com entusiasmo. Ele criou uma das marcas mais icônicas da Chrysler, um selo redondo de cera representando o nome da marca na faixa transversal.

O retângulo azul que continha a inscrição foi estilizado como uma fita. Ele se enrolava em um círculo dourado e suas extremidades apareciam no canto inferior direito. Acima e abaixo da faixa diagonal havia dois raios, um de cada lado. Poucas pessoas sabem, mas esses ziguezagues eram, na verdade, letras “Z” estilizadas. Eles representaram o modelo de carro Zeder. Esperava-se que seu protótipo fosse o primeiro carro da Chrysler, mas devido a circunstâncias imprevistas, a empresa foi forçada a vender seu desenvolvimento. De acordo com outra versão, o relâmpago personificava a potência dos motores.

O logotipo imitou um selo de cera real que foi usado em feiras do governo como prêmio. É um símbolo da confiabilidade, honestidade e confirmação da qualidade de seus veículos do fabricante. O símbolo original caiu em desuso em 1954 e foi esquecido por várias décadas até que a empresa decidiu retornar às suas origens.

1955 – 1962

Chrysler Logo 1955-1962

Em meados do século 20, um emblema apareceu, consistindo de dois “bumerangues” em vermelho e preto. Eles tinham proporções diferentes: um era mais largo e mais curto e o outro era mais estreito e longo. A julgar pelos cruzamentos, o “bumerangue” preto estava em cima do vermelho. O mesmo logotipo foi usado pela marca Dodge.

1962 – 1993

Chrysler Logo 1962-1993

Em 1962, a empresa de marketing Lippincott & Margulies projetou o famoso símbolo Pentastar para a Chrysler. É conhecido por ter sido um logotipo corporativo e, em raras ocasiões, adornava o capô dos carros. Nunca foi usado nas grades do radiador. Este emblema foi escolhido entre outros 800. Foi inventado por Robert Stanley, um defensor dos clássicos e da estabilidade. Ele queria fazer um sinal que combinasse simplicidade, estilo e dinâmica.

Todas as suas ideias foram incorporadas em um pentágono azul com uma estrela graciosa dentro. Os raios dividiram a grande figura geométrica em cinco pequenos triângulos direcionados nos cantos superiores em direção ao centro. Muitas pessoas acreditam erroneamente que as facetas do Pentastar representam marcas específicas: Dodge Trucks, Dodge, Plymouth, Imperial e Chrysler. Na verdade, não é esse o caso – a estrela foi adicionada para criar a ilusão visual de movimento e diluir a forma estrita do polígono. E a empresa tinha muito mais marcas.

Esses equívocos estão associados ao fato de Bob Hope ter mostrado o logotipo corporativo em seu show popular, colocando o nome de uma marca de carro na frente de cada viga. Este programa foi lançado em 1962, logo após o surgimento do Pentastar e sua publicação em materiais promocionais. A versão oficial do emblema foi complementada apenas pela inscrição “CHRYSLER” em preto na parte inferior.

1993 – 2009

Chrysler Logo 1993-2009

O logotipo original, que desapareceu em 1955, voltou triunfante no início dos anos 1990. A empresa voltou a usar lacre de cera com fita adesiva como confirmação da alta confiabilidade e qualidade das máquinas.

1995 – 1998

Chrysler Logo 1995-1998

Simultaneamente com o emblema do selo, a marca nominativa com a inscrição “CHRYSLER” era relevante. Os designers escolheram uma fonte sem serifa futurística para o nome da empresa. As letras foram achatadas, com ambas as partes “Rs” ausentes dos traços no canto superior direito.

1998 – 2010

Chrysler Logo 1998-2010

No final de 1998, a famosa foca foi colocada dentro das longas asas, que continham três “penas” cada uma à direita e à esquerda. Eles foram delineados com uma linha cinza. A palavra “CHRYSLER” estava no topo. Os desenvolvedores mudaram o formato das letras, fazendo com que pareçam a fonte de letras do Pentastar.

2010 – presente

Chrysler Logo 2010-presente

A próxima reformulação foi realizada quando a empresa italiana Fiat comprou parte das ações da Chrysler. O logotipo perdeu seu selo de cera tradicional – foi substituído pelo nome da empresa, escrito dentro da placa azul. Ele foi integrado ao centro dos para-lamas, que são mais elegantes e possuem um gradiente metálico. O emblema agora se assemelha ao nome da marca Aston Martin com uma estrutura semelhante. No topo, como na versão anterior, está o nome da marca. A palavra ficou cinza claro. O público soube da mudança de identidade no final de 2009, porque a montadora entrou com pedido de registro de uma nova marca no outono.

Fonte e cores do logotipo

Chrysler Emblema

Os para-lamas apresentados nos logotipos mais recentes são um legado histórico importante para a Chrysler, junto com o selo de cera. Eles foram desenvolvidos pela mesma pessoa – o engenheiro Oliver Clark. Anteriormente, o elemento alado era usado apenas como uma estatueta de um radiador e personificava o antigo deus romano Mercúrio, que podia desenvolver grande velocidade. Tornou-se parte do logotipo muito recentemente, quando os designers combinaram dois símbolos corporativos originais.

A maioria das marcas nominais corporativas foi criada a partir de fontes individuais. Na versão mais recente, a inscrição “CHRYSLER” tem um aspecto elegante, apesar de as proporções das letras estarem fora de ordem.

Chrysler Simbolo

O emblema imita uma figura de radiador de metal. Para isso, os designers utilizaram vários tons de cinza e prata, combinando-os em um gradiente. O nome da empresa está inscrito em um fundo azul escuro. Esta cor conecta o design moderno com a fita que estava representada no logotipo original.